Sindestiva pede apuração de dossiê que revela conluio pelo enfraquecimento da categoria de trabalhadores

O Sindicato dos Estivadores de Paranaguá e Pontal do Paraná (Sindestiva) emite a presente nota como forma de apresentar seu posicionamento, após ver divulgada em veículos de imprensa notícia sobre uma possível prática adotada por estivadores em conluio com empresários, sindicalistas, representantes do OGMO e da APPA.

A notícia revela possível complô de estivadores, OGMO e operadores portuários, conforme divulgado na noite de 03/10/2021, no Blog do Esmael. O Sindestiva teve acesso aos supostos diálogos que teriam sido travados entre um estivador, parte da intersindical, membros do OGMO e outras autoridades, que demonstrariam o conluio pelo enfraquecimento da categoria da Estiva de Paranaguá e da atual diretoria do Sindestiva. O “diabólico ataque orquestrado”, como cita a matéria, teria como principal objetivo “derrubar” o presidente eleito do Sindestiva, Izaías Vicente da Silva Jr, bem como, consequentemente, prejudicar todos os associados da entidade.

O Sindestiva ficou estarrecido com expressões como “se apertar no DAS ele já era. Conseguimos tirar ele por má administração”, sendo que tal conduta se revela manifestamente antissindical na acepção jurídica do termo.


Outro trecho que esta entidade sindical ficou estarrecida ao tomar conhecimento foi o possível diálogo entre um estivador e representante do OGMO ao que pertine a requisição de terno com chuva, seguido da expressão “para não deixar ele mais forte”.

Por fim, outro eventual diálogo demonstraria a prática, em tese, de atitude criminosa, pois o então estivador denominado “amigão” e o plano de saúde MedSul teriam acordado a continuação de uma possível parceria, inclusive, com pagamento de valores de forma parcelada.

O Sindestiva recebeu as informações com revolta e, apesar de não se surpreender com as notícias publicadas –  já que é de conhecimento de muitos os ataques que vem recebendo ao longo deste ano – repudia e lamenta profundamente que interesses pessoais possam sobrepujar a defesa dos direitos dos trabalhadores e tentem desmerecer todo o bom trabalho que vem sendo feito nesta gestão.

A atual gestão do Sindestiva, desde sua posse em 04/01/2021, prima por dois princípios: transparência e legalidade de seus atos; também reputa que os fatos ora revelados são extremamente graves e expressa que solicitará às autoridades competentes que tomem as medidas necessárias para apuração da indispensável veracidade.

Assim, na defesa da categoria da estiva de Paranaguá, medidas jurídicas e administrativas serão tomadas, a fim de identificar os responsáveis por esse verdadeiro derrame de atitudes antissindicais, bem como levar aos órgãos e entidades cabíveis nossa indignação e exigir medidas exemplares para o fim dessa “conspiração”, como citou o jornalista em seu blog.

O Sindestiva exige uma explicação. O Estivador deve ser respeitado.

Deixe um comentário aqui :

Compartilhe esta notícia

Data da Publicação deste Post

Identificação do Post

Sua opinião e/ou sugestão é muito importante para nós.

Na dúvida, busque sempre informações oficiais em nosso site.

Visite outros posts e fique informado do que está acontecendo no sindicato.

Envie uma mensagem para Sede !

sindestiva@sindestiva.com.br
cpd@sindestiva.com.br